close

Newsletter

by pablo doe

I share on this Newsletter exclusive
photography tips and tutorials.

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form
Inovação Tecnológica

Rodovias solares: o caminho para o futuro de um mundo cada vez mais sustentável?

França abriu o que afirma ser a primeira estrada de painel solar do mundo.

Por

Cintya Yeung

25/8/2017

Uma ideia um tanto inesperada, e que, provavelmente por isso mesmo chama a atenção dos espectadores. Porém, será este mesmo o caminho para um mundo mais sustentável e autossuficiente em matrizes energéticas limpas? Em 2014, a Holanda inaugurou a primeira ciclovia solar em Krommenie, que chegou a gerar 3.000kWh, o suficiente para suprir a demanda de uma família média no país, mas o custo do projeto foi equivalente à produção de 520.000kWh.

Ao final de 2016, foi inaugurada a primeira rodovia solar do mundo, em Normandia, na França. O trecho tem extensão de 1km, totalizando 2.800m² de superfície geradora de energia com a tecnologia comercializada pela empresa Wattway. O custo do projeto foi de 5 milhões de euros (18,65 milhões de reais). O projeto foi implantado pela ministra da ecologia da França, Ségolène Royal, mas com intenção de servir como teste. O trecho deve ficar instalado por dois anos, devendo ser utilizado por 2.0000 carros estimados por dia, mostrando a durabilidade do material e o aproveitamento da energia gerada, que se espera ser suficiente para iluminar as ruas de uma vila de 3.400 habitantes. Caso o projeto seja aprovado em sua fase de testes, Royal disse que gostaria de ver futuramente 1km de rodovia solar para cada 1.000km de rodovias convencionais.

Enquanto isso, nos Estado Unidos, a empresa Solar Roadways apresenta uma proposta diferente, que está sendo testada no Route 66 Welcome Center. O produto consiste em plataformas de placas fotovoltaicas com iluminação de LED, que permitem não apenas melhor iluminação e visibilidade, mas também customização das marcações ao longo do caminho conforme a necessidade de desvios, por exemplo. Para se ter ideia, seriam necessárias 170 placas (uma área de 69,2m², com custo de 4.500 dólares por m²) para suprir a demanda de uma família média local.

É possível perceber então que, apesar de ser uma ideia interessante, seu custo elevado é um fator impeditivo para que ela seja implementada em maior extensão, pelo menos por enquanto. Porém, ainda há a possibilidade de, conforme o andamento das pesquisas e desenvolvimento de métodos de captação e geração de energia, sejam colocados no mercado novos materiais mais baratos e/ou mais eficientes. Por enquanto, a geração por painéis instalados em áreas elevadas, como telhados ainda continua sendo mais eficiente, pois evita sombreamentos e consegue ser posicionada de acordo com a inclinação que permite o melhor aproveitamento possível, ao contrário do caso das rodovias, que teriam carros passando por cima, gerando sombreamento e tem que ser instaladas planas ao solo.

Painéis solares desenvolvidos pela Solar Roadways.
 

Fonte:

https://www.theguardian.com/environment/2016/dec/22/solar-panel-road-tourouvre-au-perche-normandy

http://news.nationalgeographic.com/energy/2016/03/160310-will-we-soon-be-riding-on-solar-roads/

https://www.theverge.com/2016/12/22/14055756/solar-panel-road-electricity-france-normandy

...

INSCREVA-SE EM NOSSA LISTA DE E-MAILS

Thank you! Your submission has been received!

Oops! Something went wrong while submitting the form

Receba semanalmente nossas postagens